Postagem em destaque

REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÕES

REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÕES São reações químicas que acontecem entre um ácido e uma base. Estas podem ser de neutralização total ou...

Matérias anteriores

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

REVISÃO 1 - UVA - 2016.1

1). São considerados estados físicos da matéria:
a.( ) sólido, corpo cristalino ou amorfo, líquido e gasoso.
b.( ) sólido, líquido, intermediário e gasoso.
c.( ) sólido, líquido e gasoso.
d.( ) sólido, líquido, pastoso e gasoso.

RESOLUÇÃO: Os estados físicos da matéria ou estados de agregação são três: sólido, líquido e gasoso.
Opção: C

2). Assinale a alternativa correta que representa os elementos químicos pertencentes à família dos gases nobres:
a.( ) C, Li, As, Kr e Ar.
b.( ) Ne, Rn, Sb, He e Ge.
c.( ) Ne, Rn, Sr, He e Ge.
d.( ) Rn, He, Xe, Kr e Ar

RESOLUÇÃO: Os gases nobres são os elementos do grupo 18 ou 8A da Tabela periódica, são eles: Hélio(He), Neônio(Ne), Argônio(Ar), Criptônio(Kr), Xenônio(Xe) e Radônio(Rn).
Opção: D

3). A diferença entre a ligação covalente comum e a ligação covalente dativa ou coordenada reside fundamentalmente na:
a.( ) diferença de eletronegatividades dos átomos nela envolvidos.
b.( ) na origem dos elétrons que formam a ligação.
c.( ) no comprimento da ligação.
d.( ) no tamanho dos átomos envolvidos.

RESOLUÇÃO: Uma ligação covalente comum é formada por elétrons desemparelhados pertencentes aos dois átomos participantes da ligação, enquanto uma ligação covalente dativa é formada por pares de elétrons emparelhados pertencente a um dos átomos participante da ligação. A origem dos elétrons é a diferença.
Opção: B

4). As substâncias puras simples apresentam na sua formação:
a·( ) um ou mais elementos químicos iguais.
b.( ) dois ou mais elementos químicos iguais.
c.( ) um ou mais elementos químicos diferentes.
d.( ) apenas um tipo de elemento químico.

RESOLUÇÃO: Uma substância simples é definida como aquela formada apenas por um tipo de elemento químico.
Opção: D

5). Um químico abriu um frasco de ácido clorídrico concentrado perto de um colega que utilizava hidróxido de arnônío. Depois de algum tempo verificou que na superfície da bancada havia pequenos pontos brancos. Este material branco poderia ser:
a.( ) ácido nítrico.
b.( ) amônia.
c.( ) cloro.
d.( ) cloreto de amônio.

RESOLUÇÃO: A reação química em questão é uma neutralização ou salificação.
HCl   +   NH4OH   →   NH4Cl   +   H2O
O material branco formado poderia ser Cloreto de amônio (NH4Cl).
Opção: D

6). Um gás ocupa um volume de 500 L a 20°C e 1,0 atm. A essa mesma temperatura, dobrando-se o volume do gás, a pressão:
a.( ) cai para 0,5 atm.
b.( ) eleva-se a 1,5 atm.
c.( ) eleva-se a 2,0 atm.
d.( ) mantêm-se em 1,0 atm.

RESOLUÇÃO: Trata-se de uma transformação ISOTÉRMICA.
P1 . V1 = P2 . V2
1 . 500 = P2 . 1000
P2 = 500/1000
P2 = 0,5 atm             Opção: A


7). O fosfato de cálcio é obtido pela reação do acido fosfórico com hidróxido de cálcio:
2H3PO4 + 3Ca(OH)2 ---> Ca3(PO4)2 + 6H2O

Reagindo 100 mL de H3PO4, a 0,1 mol/L, com 150 mL de Ca(OH)2, a 0,1 mol/L, a massa, em gramas, de fosfato de cálcio que será produzida é:
DADOS - (H=1 ; P=31 ; O=16 ; Ca=40)
a.( ) 15,50 g.
b.( ) 9,80 g.
c.( ) 1,55 g.
d.( ) 1, 10g.

RESOLUÇÃO:
- Calculando o número de mols (quantidade de matéria em cada solução)
Na solução de H3PO4
100 mL _________ x mol
1000 mL ________ 0,1 mol
              x = 0,01 mol de H3PO4

Na solução de Ca(OH)2
150 mL ____________ x mols
1000 mL ___________ 0,1 mol
                 x = 0,015 mols de Ca(OH)2

- Determinando o reagente limitante:


2H3PO4 + 3Ca(OH)2 ---> Ca3(PO4)2 + 6H2O
                                                  2 mols       3 mols
                                                 0,01 mol      x mols
                                                      
                                                      x = 0,015 mols

Veja que 0,01 mol de H3PO4 reage exatamente com 0,015 mol de Ca(OH)2, portanto não reagente em excesso, assim podemos calcular a massa de fosfato de cálcio utilizando qualquer das duas massas de reagentes. Logo:
                                                2H3PO4 + 3Ca(OH)2 ---> Ca3(PO4)2 + 6H2O
                                                  2 mols                            1 mol
                                                 0,01 mol                          x mol   
                                                              
                                                      x = 0,005 mol de   Ca3(PO4)2

Transformando quantidade de matéria de Ca3(PO4)2 em massa (grama):
                                     310 g de Ca3(PO4)2_______________ 1 mol
                                            x g                  _______________  0,005 mol
           
                                                       x = 1,55 gramas de Ca3(PO4)2
OPÇÃO: C                                  

8).Numa reação de decomposição de água oxigenada ( H2O2 ), verifica-se que em 10 minutos formam-se 15 rnols de O2. A velocidade média de decomposição da água oxigenada, neste intervalo de tempo, é:

a.( ) 2 mols I min                         
b.( ) 3 mols / min           
c.( ) 4 mols / min           
d.( ) 5 rnols / min

RESOLUÇÃO: Trata-se de uma questão que aborda o assunto CINÉTICA QUÍMICA.
A decomposição da água oxigenada é representada por:

2 H2O2         --->        O2          +        2 H2O
                                               x mol/min               1,5 mol/min    
                                               2 mols/min               1 mol/min   
                                                             x = 3 mols/min   

OPÇÃO: B                               




quarta-feira, 21 de outubro de 2015

PILHA OU CÉLULA DE COMBUSTÍVEL

As pilhas comuns são dispositivos que armazenam energia elétrica, já as pilhas de combustível são dispositivos de conversão contínua de energia química em energia elétrica. A ideia, em linhas gerais, é simples. A queima dos combustíveis produz energia; por exemplo:

Esse calor (energia) pode ser usado em uma usina termoelétrica para produzir eletricidade, quando se obtém um rendimento da ordem de 40%. Considerando que as combustões são reações de oxirredução, a função das pilhas de combustão é obter a energia liberada pela combustão já diretamente na forma de energia  elétrica, o que eleva o rendimento para cerca de 55%.
Pilhas desse tipo foram usadas nas espaçonaves Gemini, Apolo e, agora, nos ônibus espaciais. Elas funcionam pela reação de combustão entre o hidrogênio e o oxigênio, produzindo água. As reações são:


A seguir, apresentamos um esquema desse tipo de pilha.


A grande vantagem da célula de combustível é seu funcionamento contínuo e a produção apenas de água, que não polui o meio ambiente (nas espaçonaves, essa água é usada pela tripulação). Outra vantagem é ser mais leve do que, por exemplo, as baterias de chumbo. Sua principal desvantagem ainda é o alto custo. Além disso, um dos problemas que surgem no uso do hidrogênio é a dificuldade de armazená-lo, pois é altamente inflamável. Sendo assim, vem-se tentando o uso de outros combustíveis, sendo o metanol um dos mais promissores. 
terça-feira, 20 de outubro de 2015

ENEM - REVISÃO II

FONTES DE ENERGIA/COMBUSTIVEIS


1. (ENEM-2011-H19) Os biocombustíveis de primeira geração são derivados da soja, milho e cana-de-açúcar e sua produção ocorre através da fermentação. Biocombustíveis derivados de material celulósico ou biocombustíveis de segunda geração — coloquialmente chamados de “gasolina de capim” — são aqueles produzidos a partir de resíduos de madeira (serragem, por exemplo), talos de milho, palha de trigo ou capim de crescimento rápido e se apresentam como uma alternativa para os problemas enfrentados pelos de primeira geração, já que as matérias-primas são baratas e abundantes.
DALE, B. E.; HUBER, G. W. Gasolina de capim e outros vegetais.
Scientific American Brasil. Ago. 2009, nº 87 (adaptado).

O texto mostra um dos pontos de vista a respeito do uso dos biocombustíveis na atualidade, os quais
A) são matrizes energéticas com menor carga de poluição para o ambiente e podem propiciar a geração de novos empregos, entretanto, para serem oferecidos com baixo custo, a tecnologia da degradação da celulose nos biocombustíveis de segunda geração deve ser extremamente eficiente.
B) oferecem múltiplas dificuldades, pois a produção é  de alto custo, sua implantação não gera empregos, e deve-se ter cuidado com o risco ambiental, pois eles oferecerem os mesmos riscos que o uso de combustíveis fósseis.
C) sendo de segunda geração, são produzidos por uma tecnologia que acarreta problemas sociais, sobretudo decorrente do fato de a matéria-prima ser abundante e facilmente encontrada, o que impede a geração de novos empregos.
D) sendo de primeira e segunda geração, são produzidos por tecnologias que devem passar por uma avaliação criteriosa quanto ao uso, pois uma enfrenta o problema da falta de espaço para plantio da matéria-prima e a outra impede a geração de novas fontes de emprego.
E) podem acarretar sérios problemas econômicos e sociais, pois a substituição do uso de petróleo afeta negativamente toda uma cadeia produtiva na medida em que exclui diversas fontes de emprego nas refinarias, postos de gasolina e no transporte de petróleo e gasolina.

2. (ENEM-2011-H19) O etanol é considerado um biocombustível promissor, pois, sob o ponto de vista do balanço de carbono, possui uma taxa de emissão praticamente igual a zero. Entretanto, esse não é o único ciclo biogeoquímico associado à produção de etanol. O plantio da canade-açúcar, matéria-prima para a produção de etanol, envolve a adição de macronutrientes como enxofre, nitrogênio, fósforo e potássio, principais elementos envolvidos no crescimento de um vegetal.
Revista Química Nova na Escola. no 28, 2008.
O nitrogênio incorporado ao solo, como consequência da atividade descrita anteriormente, é transformado em nitrogênio ativo e afetará o meio ambiente, causando
A) o acúmulo de sais insolúveis, desencadeando um processo de salinização do solo.
B) a eliminação de microrganismos existentes no solo responsáveis pelo processo de desnitrificação.
C) a contaminação de rios e lagos devido à alta solubilidade de íons como NO3- e NH4+ em água.
D) a diminuição do pH do solo pela presença de NH3, que reage com a água, formando o NH4OH(aq).
E) a diminuição da oxigenação do solo, uma vez que o nitrogênio ativo forma espécies químicas do tipo NO2, NO3-, N2O.

3. (ENEM-2009-H19) O álcool hidratado utilizado como combustível veicular é obtido por meio da destilação fracionada de soluções aquosas geradas a partir da fermentação de biomassa. Durante a destilação, o teor de etanol da mistura é aumentado, até o limite de 96% em massa.
Considere que, em uma usina de produção de etanol, 800 kg de uma mistura etanol/água com concentração 20% em massa de etanol foram destilados, sendo obtidos 100 kg de álcool hidratado 96% em massa de etanol. A partir desses dados, é correto concluir que a destilação em questão gerou um resíduo com uma concentração de etanol em massa
A) de 0%.
B) de 8,0%.
C) entre 8,4% e 8,6%.
D) entre 9,0% e 9,2%.
E) entre 13% e 14%.

4. (ENEM-2008-H26) A Lei Federal n.º 11.097/2005 dispõe sobre a introdução do biodiesel na matriz energética brasileira e fixa em 5%, em volume, o percentual mínimo obrigatório a ser adicionado ao óleo diesel vendido ao consumidor. De acordo com essa lei, biocombustível é “derivado de biomassa renovável para uso em motores a combustão interna com ignição por compressão ou, conforme regulamento, para geração de outro tipo de energia, que possa substituir parcial ou totalmente combustíveis de origem fóssil”. A introdução de biocombustíveis na matriz energética brasileira
A) colabora na redução dos efeitos da degradação ambiental global produzida pelo uso de combustíveis fósseis, como os derivados do petróleo.
B) provoca uma redução de 5% na quantidade de carbono emitido pelos veículos automotores e colabora no controle do desmatamento.
C) incentiva o setor econômico brasileiro a se adaptar ao uso de uma fonte de energia derivada de uma biomassa inesgotável.
D) aponta para pequena possibilidade de expansão do uso de biocombustíveis, fixado, por lei, em 5% do consumo de derivados do petróleo.
E) diversifica o uso de fontes alternativas de energia que reduzem os impactos da produção do etanol por meio da monocultura da cana-de-açúcar.

5. (ENEM-2008-H08) O potencial brasileiro para gerar energia a partir da biomassa não se limita a uma ampliação do Pró-álcool. O País pode substituir o óleo diesel de petróleo por grande variedade de óleos vegetais e explorar a alta produtividade das florestas tropicais plantadas. Além da produção de celulose, a utilização da biomassa permite a geração de energia elétrica por meio de termelétricas a lenha, carvão vegetal ou gás de madeira, com elevado rendimento e baixo custo.
Cerca de 30% do território brasileiro é constituído por terras impróprias para a agricultura, mas aptas à exploração florestal. A utilização de metade dessa área, ou seja, de 120 milhões de hectares, para a formação de florestas energéticas, permitiria produção sustentada do equivalente a cerca de 5 bilhões de barris de petróleo por ano, mais que o dobro do que produz a Arábia Saudita atualmente.
José Walter Bautista Vidal. Desafios Internacionais
para o século XXI. Seminário da Comissão de
Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara
dos Deputados, ago./2002 (com adaptações).
Para o Brasil, as vantagens da produção de energia a partir da biomassa incluem:
a) implantação de florestas energéticas em todas as regiões brasileiras com igual custo ambiental e econômico.
b) substituição integral, por biodiesel, de todos os combustíveis fósseis derivados do petróleo.
c) formação de florestas energéticas em terras impróprias para a agricultura.
d) importação de biodiesel de países tropicais, em que a produtividade das florestas seja mais alta.
e) regeneração das florestas nativas em biomas modificados pelo homem, como o Cerrado e a Mata Atlântica.

GABARITO: 1) A        2) C       3) D       4) A        5) C





sábado, 17 de outubro de 2015

ENEM - REVISÃO I - HIDROCARBONETOS

1). O tetraetil-chumbo, agente antidetonante que se mistura à gasolina, teve sua utilização proibida no Brasil porque:
A) aumenta a octanagem da gasolina.
B) sem esse aditivo, a gasolina teria melhor rendimento.
C) aumenta a resistência da gasolina com relação à explosão por simples compressão.
D) seus resíduos, que saem pelo escapamento do carro, poluem o meio ambiente.
E) sendo um aditivo de baixa qualidade não trazia os benefícios desejados ao uso da gasolina

2). O gás do lixo, CH4, vem merecendo atenção como uma alternativa de combustível, por ser obtido da fermentação de resíduos orgânicos, pela ação de bactérias.
Na produção de biogás podem ser usados:
A) sobras de comida, vaso de barro, jornais e revistas.
B) sacos plásticos, pregos, bagaço de cana.
C) bagaço de cana, casca de frutas, fezes.
D) fezes, latas de refrigerantes, jornais e revistas.
E) cacos de vidro, restos de comida, casca de frutas.

3). Um vazamento de gás de cozinha pode provocar sérios acidentes. O gás de cozinha, quando presente no ar em concentração adequada, pode ter sua combustão provocada por uma simples faísca proveniente de um interruptor de luz ou de um motor de geladeira. Essas explosões são, muitas vezes, divulgadas erroneamente como explosões do botijão de gás. A reação de combustão completa de um dos componentes do gás de cozinha é apresentada a seguir:

C3H8   +   5 O2   →   3 CO2   +   4 H2O

A partir da equação acima, qual a massa de oxigênio necessária para produzir a combustão completa de 224 litros de propano nas CNTP? Massa: O=16.
A) 32g  
B) 160g 
C) 320g
D) 1.600 g
E) 3.200 g

4).

Uma nova Energia

Em 31 de março de 2000, o presidente Fernando Henrique Cardoso inaugurou, no município de Biguaçu, o trecho Sul do gasoduto Brasil—Bolívia.
A chegada do gás natural já representa uma alternativa mais limpa em relação às demais matrizes energéticas. Um dos ganhos está na baixa emissão de carbono, um dos poluentes responsáveis pelo efeito estufa e fica, também, praticamente zero a liberação de enxofre, fator gerador das chuvas ácidas.
O gás natural é composto de 75%a 90% de gás metano, (CH4), também chamado de gás dos pântanos. 
O gás natural, após tratado e processado, é largamente empregado como combustível, matéria-prima nos setores químico, petroquímico, de fertilizantes e, também, como redutor siderúrgico na fabricação do aço.

O metano pode ser também:
I. obtido do craqueamento do petróleo.
II. obtido por hidrogenação do carvão natural.
III. formado por decomposição de matéria orgânica em lagos.
IV. extraído de reservas naturais, à semelhança do que acontece com o petróleo.
V. formado na fermentação dos detritos domésticos, estocados em lixões e aterros sanitários.
Das afirmações anteriores, estão corretas:
A) I, III, IV e V
B) I e II
C) III e IV
D) I, II e IV
E) todas elas

5). O “gasolixo”, um combustível alternativo obtido pela fermentação anaeróbica do lixo, é composto aproximadamente por 65% de CH4, 30% de CO2 e 5% de uma mistura de H2S, H2 e traços de outros gases. Para melhorar o rendimento do “gasolixo” e diminuir a poluição provocada por sua queima, é necessário remover CO2 e H2S. Isso pode ser feito convenientemente borbulhando- se o “gasolixo” através de:
A) água pura.
B) solução concentrada de NaCl.
C) solução concentrada de H2SO4.
D) solução concentrada de SO2.
E) solução concentrada de NaOH.

GABARITO
1
2
3
4
5
D
C
D
A
E







terça-feira, 13 de outubro de 2015

Balanceamento de Equações químicas!

Para uma grande parte dos alunos que estudam balanceamento de equações químicas a coisa parece um bicho de sete cabeças! Mas será mesmo? A coisa não é tão feia quanto parece, na verdade é fácil e muito legal você fazer um balanceamento corretamente. Quer tentar? Vai dá certo! Clique no link do simulador (abaixo) e dê um show de balanceamento.



Questões - Modelos Atômicos

Questão 1
(UFRS) Observe as figuras abaixo, considerando-as modelos atômicos.
Qual desses modelos é o mais atual e qual o nome do cientista que o estudou?
A) I, Dalton.
B) II, Dalton.
C) I, Thomson.
D) II, Rutherford.
E) II, Thomson.

Questão 2
(Fuvest-SP) Thomson determinou, pela primeira vez, a relação entre a massa e a carga do elétron, o que pode ser considerado como a descoberta do elétron. É reconhecida como uma contribuição de Thomson ao modelo atômico,
A) o átomo ser indivisível.
B) a existência de partículas subatômicas.
C) os elétrons ocuparem níveis discretos de energia.
D) os elétrons girarem em órbitas circulares ao redor do núcleo.
E) o átomo possuir um núcleo com carga positiva e uma eletrosfera.

Questão 3
(UCB-DF) Rutherford, ao fazer incidir partículas radioativas em lâmina metálica de ouro, observou que a maioria das partículas atravessava a lâmina, algumas desviavam e poucas refletiam. Identifique, dentre as afirmações a seguir, aquela que não reflete as conclusões de Rutherford sobre o átomo.
a) Os átomos são esferas maciças e indestrutíveis.
b) No átomo há grandes espaços vazios.
c) No centro do átomo existe um núcleo pequeno e denso.
d) O núcleo do átomo tem carga positiva.
e) Os elétrons giram ao redor do núcleo para equilibrar a carga positiva.

Questão 4
(FMTM-MG) Fogos de artíficio utilizam sais de diferentes íons metálicos misturados com um material explosivo. Quando incendiados, emitem diferentes colorações. Por exemplo: sais de sódio emitem cor amarela, de bário, cor verde e de cobre, cor azul. Essas cores são produzidas quando os elétrons excitados dos íons metálicos retornam para níveis de menor energia. O modelo atômico mais
adequado para explicar esse fenômeno é o modelo de:
A) Rutherford 
B) Rutherford-Bohr 
C) Thomson
D) Dalton
E) Millikan

Questão 5
(UFRGS-RS) Uma moda atual entre as crianças é colecionar figurinhas que brilham no escuro. Essas figuras apresentam em sua constituição a substância sulfeto de zinco. O fenômeno ocorre porque alguns elétrons que compõem os átomos dessa substância absorvem energia luminosa e saltam para níveis de energia mais externos. No escuro, esses elétrons retornam aos seus níveis de origem, liberando energia luminosa e fazendo a figurinha brilhar. Essa característica pode ser explicada considerando o modelo atômico proposto por:
A) Dalton.  
B) Thomson. 
C) Lavoisier.
D) Rutherford.
E) Bohr.


GABARITO
1. D         2. B          3. A          4. B          5. E





MODELOS ATÔMICOS - RESUMO


- TEORIA DOS QUATRO ELEMENTOS (Empédocles/Aristóteles): Toda matéria seria constituída pelos elementos água, terra, fogo e ar.

- TEORIA ATÔMICA DE LEUCIPO/DEMÓCRITO - 400 a.C.: Toda matéria seria formada por átomos pequenos, sólidos e indivisíveis.

- TEORIA ATÔMICA DE DALTON (Teoria atômica da bola de bilhar) - 1808: Essa teoria foi baseada nos fatos e evidências experimentais a seguir:
1. A matéria é formada por pequenas partículas esféricas maciças e indivisíveis denominadas átomos. Átomos de um mesmo elemento químico têm massa e tamanho iguais. Átomos de elementos diferentes têm massa e tamanho diferentes.
2. Cada substância é formada pela combinação de átomos numa proporção de números inteiros e pequenos.
3. Numa reação química, os átomos não são criados nem destruídos.

- TEORIA ATÔMICA DE THOMSON (Modelo do pudim de passas) - 1897: Verificou-se, experimentalmente, a existência de partículas negativas (elétrons) no átomo. O átomo deveria, então, ser formados por uma esfera de carga elétrica positiva com elétrons incrustados que neutralizariam essa carga

- TEORIA ATÕMICA DE RUTHERFORD - 1911: Baseada na experiência da dispersão da radiação alfa por uma lâmina fina de ouro. A maior parte da massa do átomo se encontra em uma pequena região central (núcleo) dotada de carga positiva, onde estão os prótons. Na região ao redor do núcleo (eletrosfera) estão os elétrons em movimento. 

- TEORIA ATÕMICA DE BOHR - 1913: Nos átomos, os elétrons movimentam-se ao redor do núcleo em trajetórias circulares chamadas camadas ou níveis de energia. Cada um desses níveis possui um valor determinado de energia. isto é, a energia quantizada.



Matéria e suas propriedades

Perfumes Emporium Galbanum

Perfumes Emporium Galbanum

Total de visualizações