Postagem em destaque

REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÕES

REAÇÕES DE NEUTRALIZAÇÕES São reações químicas que acontecem entre um ácido e uma base. Estas podem ser de neutralização total ou...

Matérias anteriores

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

QUESTÕES PARA ESTUDO–2º ANO–SANT´ANA–PROVA GLOBAL.

AULA 57 – PÁG. 330 QUESTÕES: 998 E 1002.

AULA 58 – PÁG. 334 QUESTÕES: 1012 E 1016.

AULA 59:  PÁG. 338 QUESTÕES: 1034, 1036 E 1040.

AULA 60: PÁG. 341 QUESTÕES: 1042, 1044, 1045 E 1048.

AULA 61: PÁG. 346 QUESTÕES: 1076 E 1078.

AULA 62: PÁG. 349 QUESTÕES: 1084 E 1088.

AULA 63: PÁG. 354 QUESTÕES: 1107 E 1108.

AULA 64: PÁG. 357 QUESTÕES: 1115, 1118 E 1120.

ACESSE AS QUESTÕS SELECIONAS (PDF):

QUESTÕES COM GABARITO

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Polímeros de Adição 1,4

Polímeros são macromoléculas formadas pela união de “n” unidades denominadas monômeros. Eles estão presentes no nosso dia a dia, nas casas, transportes, vestuário, etc.

Os polímeros de adição 1,4 são: borracha natural ou poli-isopreno, borracha sintética ou poli-butadieno e o polineopreno.

Acesse o link para visualizar uma aula sobre Polímeros de adição 1,4:

Polimeros de adição 1,4

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Fundamentos da Química Orgânica

 

A Química Orgânica está presente em vários setores de nossa vida cotidiana, desde um Jeans velho até os medicamentos mais modernos que existem. Os conceitos básicos da química orgânica relacionam-se com a Teoria da força vital, os elementos organógenos, os postulados de Kekulé, etc.

Acessando o link abaixo você visualizará uma aula em PDF que traz os conceitos mais básicos da Química Orgânica!

Química Orgânica: Conceitos fundamentais.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

TIPOS DE RUPTURA DE LIGAÇÃO E EFEITOS ELETRÔNICOS

Para que uma reação química se efetive, é necessário que haja rompimento nas ligações entre os átomos das substâncias reagentes e posterior formação de ligações entre os átomos das substâncias que

formam os produtos. O tipo de ruptura que irá ocorrer é decisivo para a formação do produto final e depende da natureza dos reagentes que estiverem em contato, do meio em que ocorrer a reação (o solvente) e das condições físicas locais, como temperatura, pressão e luminosidade. O químico deve saber combinar esses itens de modo a obter o tipo de ruptura necessária para que a reação se processe fornecendo o produto desejado. A ruptura ou cisão de uma ligação química covalente - ligação que caracteriza os compostos orgânicos - pode ser heterolítica ou homolítica.

Os efeitos eletrônicos são aqueles que provocam deslocamento de elétrons no interior    das    moléculas   e    induzem    à   formação de regiões de maior e menor densidade eletrônica, ou  seja, regiões "mais "negativas" ou "mais positivas". Isso pode facilitar ou dificultar determinado tipo de ruptura, fazendo com que algumas reações ocorram mais rapidamente e outras, mais lentamente.

TIPOS DE CISÕES E EFEITOS ELETRÔNICOS

terça-feira, 19 de julho de 2011

BIOMOLÉCULAS-ÁLCOOIS E ÁCIDOS GRAXOS

 

A Bioquímica estuda os processos químicos que ocorrem nos organismos vivos, animais e vegetais, os compostos bioquímicos e sua importância industrial.

Os compostos bioquímicos estão divididos em três classes:

1. Lípidios: ésteres (ceras) ou triésteres (óleos e gorduras);

2. Hidratos de carbono ou carboidratos: açucares simples ou monossacarídeos (como glicose e frutose) e até os mais complexos ou polissacarídeos ( como amido e celulose );

3. proteínas: poliamidas, formadas pela condensação de alfa-aminoácidos.

ÁLCOOIS GRAXOS

Os álcoois graxos são álcoois com mais de 8 átomos de carbono na cadeia, que geralmente é linear. Compostos com essas características, que apresentam 16 ou mais átomos de carbono na cadeia, são denominados álcoois graxos superiores. Os álcoois graxos saturados mais importantes são:

- Octílico: C8H17OH

- Decílico: C10H21OH

- Laurílico: C12H23OH

- Miristílico: C14H29OH

- Cetílico: C16H33OH

- Estearílico: C18H35OH

Os álcoois graxos são usados como solventes para graxas, ceras, gomas, pomadas de uso farmacêutico, aditivos para óleos lubrificantes e como tensoativos não iônicos para obtenção de emulsões de óleo em água.

ÁCIDOS GRAXOS

De um modo genérico são denominados ácidos graxos todos os ácidos obtidos a partir de óleos e gorduras animais ou vegetais. Os ácidos graxos são compostos monocarboxílicos, ou seja, que apresentam um grupo (- COOH), terminal, com um total de 4 a 22 átomos de carbono.

Os ácidos graxos saturados mais importantes são:

- Butírico: C4H8O2

- Láurico: C12H24O2

- Palmítico: C16H32O2

- Esteárico: C18H36O2

Questões

1. A classe de compostos utilizada na indústria química como solventes para graxas, na fabricação de ceras, gomas, pomadas de uso farmacêutico e aditivos para óleos lubrificantes e como tensoativos não iônicos para obtenção de emulsões de óleo em água é a dos:

a) ácidos graxos

b) hidrocarbonetos

c) lipídios

d) álcoois graxos

e) hidratos de carbono.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Revisão de Funções Orgânicas

1. De acordo com a IUPAC, o nome do composto que apresenta a fórmula estrutural a seguir é:
clip_image002

a) 5-metil-heptan-2-ol.

b) 2-etil-hexan-2-ol.

c) 5-etil-hexan-2-ol.

d) 2-etil-hexan-2-ol.

e) 3-metil-heptan-5-ol.

2. O Álcool Benzílico é um álcool:

a) primário

b) secundário

c) terciário

d) quaternário

e) diálcool

 

3. A mistura líquida etanol-metanol-gasolina:

I. é constituída apenas por hidrocarbonetos;

II. pode ter seus componentes separados por filtração;

III. libera energia térmica ao reagir com oxigênio.

Dessas afirmações somente:

a) I é correta.

b) II é correta.

c) III é correta.

d) I e III são corretas.

e) II e III são corretas.

4. A substância THC (Tetra-hidro-canabinol) é o principal componente ativo da maconha, conhecida também como marijuana, cujo uso frequente e continuado tem sido responsável por graves problemas sociais.
clip_image002[5]

Sobre sua fórmula estrutural é correto afirmar:

a) apresenta grupo funcional de aldeído.

b) apresenta hidroxila alcoólica.

c) apresenta as funções éter e álcool.

d) apresenta as funções éter e fenol.

e) apresenta as funções cetona e fenol.

5. O ortocresol, presente na creolina, resulta da substituição de um átomo de hidrogênio do hidroxibenzeno por um radical metila. A fórmula molecular do ortocresol é:

a) C7H8O.                                     d) C6H8O.

b) C7H9O.                                     e) C6H9O.

c) C6H7O.

6. O nome do composto abaixo é:
clip_image002[8]

a) ácido 2-metilbutanóico.

b) pentanal.

c) ácido pentanóico.

d) 2-metilbutanal.

e) pentanona.

7. O propanotriol, quando submetido a um aquecimento rápido, desidrata-se, formando acroleína, que apresenta um cheiro forte e picante. Essa propriedade constitui um meio fácil e seguro de se diferenciarem as gorduras verdadeiras dos óleos essenciais e minerais, pois, quando a gordura é gotejada sobre uma chapa superaquecida, também desprende acroleína.

Observe o que acontece com o propanotriol:

image
a) Quais as respectivas funções químicas existentes no propanotriol e na acroleína?

________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

b) Indique, segundo a IUPAC a nomenclatura da acroleína.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________

8. Associe o composto à sua respectiva fórmula molecular, numerando a segunda coluna de acordo com a primeira:
(1) Metóxietano (   ) C3H4O4
(2) Metil-etilcetona (   ) C4H10O
(3) Propanal (   ) C7H8O
(4) Orto-metilfenol (   ) C3H6O
(5) Álcool t-butílico (   ) C4H8O
(6) Ácido propanodióico (   ) C3H8O

A seqüência correta de numeração:

a) 5,6,3,4,2,1.

b) 6,5,4,3,2,1.

c) 6,5,3,4,2,1.

d) 1,6,2,5,3,4.

e) 3,2,1,4,5,6.

 

9. São dadas, a seguir, as fórmulas de quatro substâncias químicas:

CH3 – O – C2H5; CH3OH; CH3COCH2CH3; CH3COOC6H5

Na ordem, essas substâncias pertencem, respectivamente, às funções orgânicas:

a) éter, aldeído, cetona e éster.

b) éter, aldeído, éster e cetona.

c) éter, álcool, cetona e éster.

d) éster, ácido carboxílico, éter e cetona.

e) éster, álcool, éter e cetona.

10. A nomenclatura IUPAC e a função orgânica para o composto orgânico representado abaixo são:

clip_image002[10]

a) 5,6-dimetil-2-heptanona/cetona.

b) ácido 5,6-dimetil-heptanóico/ácido carboxílico.

c) heptanoato de dimetila/éster.

d) 2,3-dimetil-7-heptanona/cetona.

e) 2,3-dimetil-7-heptanol/álcool.

11. A substância de fórmula:

clip_image002[12]

que pode estar presente no vinho tinto, dilata as artérias do cérebro, provocando do de cabeça. Essa substância:

a) é um aminoácido.

b) é uma amina primária.

c) é a etilfenilamina.

d) é um nitrocomposto.

 

12. O acetoaminofen é uma substância que tem propriedades analgésicas e antipiréticas. Ela é comercializada com o nome de Tylenol e sua fórmula estrutural é:

clip_image002[14]

Assinale as alternativas corretas em relação ao acetoaminofen.

0. Pertence à classe dos fenóis.

1. Contém também a função amida.

2. Tem fórmula C8H9NO2.

3. Pertence à classe das substâncias aromáticas devido à presença do anel benzênico.

13. O nome do composto cuja fórmula encontra-se esquematizada abaixo é:

clip_image002[16]

a) 2,2-dimetil etano nitrilo.

b) cianeto de t-butila.

c) cianeto de isobutila.

d) t-butilamina.


GABARITO

1. A

2. A

3. C

4. D

5. A

6. D

7. a) ÁLCOOL e ALDEÍDO.

b) PROPENAL

8. B

9. C

10. B

11. C

12. V, V, V, V.

13. B


segunda-feira, 20 de junho de 2011

Vestibular da UVA 2011.2

 

A Universidade Estadual Vale do Acaraú representada pela CEV – Comissão Executiva do Vestibular – está de parabéns pela elaboração de uma boa prova de química, tanto no que se refere aos conhecimentos gerais quanto à prova específica! A prova de conhecimentos gerais mostrou-se (em relação a Química) como uma prova com assuntos atuais, como por exemplo, a questão 45 que ressalta o Ano Internacional da Química e a sua homenageada, Marie Slodowska Curie; a questão 47 comenta a descoberta do Grafeno, uma nova forma alotrópica do carbono (motivo do Nobel em 2010). Os assuntos contemplados nas demais questões do certame se relacionam da seguinte maneira: na 46 foi explorado cálculo do NOX, uma questão simples. Na questão 48, Química Orgânica, foi requerido do aluno a fórmula do ácido adípico (HEXANODIOICO), também uma questão fácil. Na questão 49 o assunto foi mistura de soluções seguida de uma diluição, uma questão já um pouco mais trabalhosa. Na 50 o processo d destilação do petróleo como forma de separar as diversas frações do petróleo (gasolina, querosene, gás natural, GLP, etc….). Já na questão 51 tivemos o assunto de eletroquímica (corrosão) e por fim na 52 umaquestão abordando conhecimentos de ligações químicas e tabela periódica. Em resumo, uma prova bem elaborada e acessível aos candidatos.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Famílias da Tabela Periódica

 

Famíla 1 ou 1A: Metais Alcalinos.

LiNaK Roubou Cesio de Francio (Li, Na, K, Rb, Cs, Fr).

 

Família 2 ou 2A: Metais Alcalino-terrosos.

Bela Margarida Casou com o Senhor Barao Raimundão (Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra).

 

Família 13 ou 3A: Família do Boro.

Belas Alunas Gatinhas Indo Telefonar ( B, Al, Ga, In, Tl).

 

Família 14 ou 4A: Família do Carbono.

Cara Sinistro Geralmente Sente Problemas (C, Si, Ge, Sn, Pb).

 

Família 15 ou 5A: Família do Nitrogênio.

Nosso Pai Assa Saborosos Bifes (N, P, As, Sb, Bi).

 

Família 16 ou 6A: Calcogênios.

OS SeTe Poloneses (O, S, Se, Te, Po).

 

Família 17 ou 7A: Halogênios.

Fiat Claro Branco Inteiramente Atolado (F, Cl, Br, I, At).

 

Família 18 ou 8A: Gases Nobres.

Helio Negou Arma de Kriptonio ao Xerife Radonio (He, Ne, Ar, Kr, Xe, Rn).

quarta-feira, 13 de abril de 2011

UNIDADE 3

 

alcool

 

TEMA 1: ALCOOL

Álcool é todo composto orgânico que  apresenta   um grupo hidroxila –OH, ligado a um carbono saturado (que só faz ligações simples).

TEMA 2 : FENOL, ENOL e ÉTER.
Os fenóis são muito usados na indústria, na fabricação de perfumes, resinas, vernizes, tintas, adesivos, cosméticos, corantes e explosivos. Eles possuem ação bactericida devido ao mecanismo de coagularem proteínas de microorganismos como as bactérias e fungos. Nas fazendas, usa-se uma mistura dos fenóis orto, meta e paracresol para a desinfecção do local de ordenha das vacas, para não haver contaminação do leite. Essa mistura de fenóis é conhecida popularmente como Creolina.
TEMA 3: ALDEÍDOS e CETONAS.

Os aldeídos e as cetonas fazem parte de um conjunto de grupos funcionais classificados como carbonílicos, ou seja, que apresentam a carbonila em sua constituição. Dos aldeídos, os que apresentam maior diversidade de uso são o metanal (aldeído fórmico ou formaldeído) e o etanal (aldeído acético).

Das cetonas a mais importante é a propanona, conhecida no comércio como acetona. Trata-se de um líquido incolor, de cheiro agradável (quando puro), inflamável, usado principalmente como solvente de esmaltes, tintas, vernizes e na extração de óleos de sementes vegetais.

 

 

SLIDES AULA 17: ALCOOL

SLIDES AULA 18: Fenol, Enol e Éter

SLIDES AULA 19: Aldeidos e Cetonas

terça-feira, 12 de abril de 2011

Ciclanos, Ciclenos e Aromáticos

            

             Modelo de bolas e varetas para o  Ciclobutano

image

Modelo de bolas e varetas para o Ciclobuteno   

image

Os ciclanos são hidrocarbonetos de cadeia fechada que apresentam apenas ligações simples (an) entre carbonos.

Os ciclanos que apresentam de 3 a 5 átomos de carbono na cadeia são razoavelmente reativos. Já aqueles cujo ciclo contém 6 ou mais átomos de carbono são muito estáveis e reagem com dificuldade.

Os ciclenos são hidrocarbonetos de cadeia fechada que apresentam uma ligação dupla (en) entre carbonos.

Os hidrocarbonetos aromáticos são aqueles que possuem pelo menos um anelou núcleo aromático, isto é, um ciclo plano com 6 átomos de carbono que estabelecem entre si ligações ressonantes.

SLIDES AULA 10: CICLANOS E CICLENOS

SLIDES AULA 11: COMPOSTOS AROMÁTICOS

Alcadienos e Alcinos

Os Alcadienos são hidrocarbonetos de cadeia aberta que apresentam duas ligações duplas (dien) entre carbonos.

Os Alcinos são hidrocarbonetos de cadeia aberta que possuem uma ligação tripla (in) entre carbonos. Devido à presença de duas ligações pi entre carbonos, os alcinos podem reagir com duas vezes mais moléculas que os alcenos.

image

A foto acima mostra o uso da solda com maçarico de OXIACETILENO, chama produzida pela queima de acetileno produzindo chamas que podem alcançar temperaturas de até 3000°C.

SLIDE DA AULA 09: Alcadienos e Alcinos

sábado, 2 de abril de 2011

Polímeros de Adição

Polímeros de Adição:

          Esse tipo de polímero é formado pela adição de moléculas de um só monômero.

 

a) Polímeros vinílicos

 

- Quando o monômero inicial  tem o esqueleto C=C, que lembra o radical vinila.

 

Polietileno: É obtido a partir do etileno (eteno). Possui alta resistência à umidade e ao ataque químico, mas tem baixa resistência mecânica. O polietileno é um dos polímeros mais usados pela indústria, sendo muito empregado na fabricação de folhas (toalhas, cortinas, envólucros, embalagens etc), recipientes (sacos, garrafas, baldes etc), canos plásticos, brinquedos infantis, no isolamento de fios elétricos etc.

    polietileno

Polipropileno: É obtido a partir do propileno (propeno), sendo mais duro e resistente ao calor, quando comparado com o polietileno. É muito usado na fabricação de artigos moldados e fibras.

polipropileno

Poliestireno: É obtido a partir do estireno (vinil-benzeno). Esse polímero também se presta muito bem à fabricação de artigos moldados como pratos, copos, xícaras etc. É bastante transparente, bom isolante elétrico e resistente a ataques químicos, embora amoleça pela ação de hidrocarbonetos. Com a injeção de gases no sistema, a quente, durante a produção do polímero, ele se expande e dá origem ao isopor.

 

poliestireno

Cloreto de Polivinila (PVC): É obtido a partir do cloreto de vinila. O PVC é duro e tem boa resistência térmica e elétrica. Com ele são fabricadas caixas, telhas etc. Com plastificantes, o PVC torna-se mais mole, prestando-se então para a fabricação de tubos flexíveis, luvas, sapatos, "couro-plástico" (usado no revestimento de estofados, automóveis etc), fitas de vedação etc.

 

PVC

Acetato de Polivinila (PVA): É obtido a partir do acetato de vinila. É muito usado na produção de tintas à base de água (tintas vinílicas), de adesivos e de gomas de mascar.

PVA

 

Politetrafluoretileno ou Teflon: É obtido a partir do tetrafluoretileno. É o plástico que melhor resiste ao calor e à corrosão por agentes químicos; por isso, apesar de ser caro, ele é muito utilizado em encanamentos, válvulas, registros, panelas domésticas, próteses, isolamentos elétricos, antenas parabólicas, revestimentos para equipamentos químicos etc. A pressão necessária para produzir o teflon é de cerca de 50 000 atmosferas

teflon

quarta-feira, 30 de março de 2011

PRÉ-VESTIBULAR

 

Essa postagem é destinada a todos os vestibulandos, alunos que estão se preparando para prestar vestibular. Essa é a hora! Estude, se esforce, se dedique que os resultado positivos virão!

 

Aqui você encontrará questões que foram cobradas nos vestibulares da UVA (Universidade Estadual Vale do Acaraú), UFC (Universidade Federal do Ceará), entre outras….

 

Aproveite esse espaço para praticar o que você aprendeu em sala de aula. Resolva os exercícios e testes de vestibulares.

 

Boa sorte!

 

LINKS PARA BAIXAR QUESTÕES

01. Revisão Enem - TD 01 

02. Revisão UVA - TD 01

03. UVA específica - TD 01

 

 

 

 

segunda-feira, 28 de março de 2011

As Reações Químicas Inorgânicas

 

Uma reação química é um acontecimento em que uma ou mais substâncias se transformam em uma ou mais novas substâncias.

Uma equação química é a representação gráfica de uma reação química.

 Classificação das Reações inorgânicas

1. Reação de adição ou síntese

É uma reação que apresenta dois ou mais reagentes e apenas um produto.

                                2 Mg(s) + O2(g)   ---->  2 MgO(s)

 

magnesio  

2. Reação de decomposição ou análise

É uma reação que apresenta um só reagente e dois ou mais produtos.

          (NH4)2Cr2O7(s)  -----> N2(g) + Cr2O3(s) + 4 H2O(g)

 

dicromato

3. Reação de deslocamento ou simples troca

Em uma reação de deslocamento ou simples troca há dois reagentes e dois produtos. Entre os dois reagentes, um é substância inorgânica simples e o outro é uma substância inorgânica composta; com os produtos acontece o mesmo.

                        Fe(s) + 2 HCl(aq) ------> H2(g) + FeCl2(aq)

 

4. Reação de dupla troca

Diz-se que uma reação é de dupla troca quando há dois reagentes e dois produtos, todos substâncias inorgânicas compostas, e ocorre uma espécie de “troca”, conforme indicam as setas na equação do exemplo anterior.

             Pb(NO3)2(aq) + 2 KI(aq) -------> 2 KNO3(aq) + PbI2(s)

  

 

A fila de reatividade dos metais

Vamos chamar de reatividade de um elemento a capacidade que ele possui para deslocar outro em uma reação de deslocamento.

                  Li>K>Ca>Na>Mg>Al>Zn>Cr>Fe>Ni>Sn>Pb>Cu>Hg>Ag>Pt>Au

<---------------------------------------------------

         Reatividade aumenta

 

Requisitos para a ocorrência de uma reação de dupla troca

São três as circunstâncias típicas de ocorrência de uma reação de dupla troca, que são as seguintes:

1. Reagentes solúveis formando ao menos um produto insolúvel;

2. Reagentes não-voláteis formando ao menos um produto volátil;

3. Reagentes muito dissociados/ionizados formando ao menos um produto pouco dissociado/ionizado.

 

Fonte: Química Geral e Inorgânica, TITO & CANTO. vol.1, Ed. Moderna, 4ª ed.

VÍDEO: REATIVIDADE DOS METAIS ALCALINOS

 

domingo, 20 de março de 2011

MARATONA DE QUÍMICA 2011

 
 
As inscrições para a XIV Maratona Cearense de Química estarão abertas entre os dias 14 de março e 1º de abril. A primeira etapa do evento, que é organizado pela Associação Brasileira de Química – Regional Ceará, com apoio da Universidade Federal do Ceará, através do Departamento de Química Analítica e Físico-Química do Centro de Ciências, será realizada no dia 05 de junho.
A segunda etapa será entre os dias 29 de agosto e 02 de setembro e o resultado final será divulgado no dia 16 de setembro. Estudantes de Fortaleza, Sobral, Barbalha, Crato, Limoeiro do Norte, Iguatu, Aracoiaba, Quixeramobim e Tianguá devem participar da competição.
O edital está disponível no portal da UFC. Outras informações podem ser obtidas com a ABQ/CE pelo telefone (85) 3226 4958.
 
Fonte: http://www.funcap.ce.gov.br/associacao-brasileira-de-quimica-e-ufc-promovem-maratona-de-quimica-1
MATERIAL (EXERCÍCIOS)
TÓPICO 1: Ácidos e bases.
TÓPICO 2: Eletroquímica – Pilhas.
 
                           PILHA DE DANIELL
 
 
                                  POLUIÇÃO DO AR
 
fumaça

A maior parte da poluição do ar é produzida como resultado da queima de combustíveis fósseis, como o carvão e o petróleo. Esses combustíveis foram formados durante milhares de anos a partir de plantas e animais mortos. Os depósitos se formavam e eram finalmente cobertos por outras rochas e comprimidos. Eles permaneceram praticamente intactos até a metade do século XIX. Desde então, são usados em quantidades cada vez maiores para mover veículos, aquecer edifícios nos países frios e fundir metais como o ferro.

Quando o combustível é queimado, não libera apenas energia, mas muitos produtos químicos, incluindo enxofre e nitrogênio contidos no material orgânico. Essas substâncias são dois dos mais importantes ingredientes na chuva ácida. Enxofre e nitrogênio são subprodutos indesejáveis na queima dos combustíveis, sendo geralmente lançados diretamente na atmosfera onde se acreditava que se dispersavam sem riscos.

Hoje sabemos que não é assim. Eles se convertem rapidamente em dióxido de enxofre e óxidos de nitrogênio, os quais podem ser julgados prejudiciais ao meio ambiente.

As quantidades lançadas na atmosfera são espantosas: cerca de 24 milhões de toneladas de dióxido de enxofre por ano na América do Norte e 44 milhões de toneladas na Europa. É o suficiente para encher completamente cerca de 150 petroleiros! A maior parte do enxofre vem das fábricas e usinas termelétricas.

A quantidade de óxidos de nitrogênio produzida é menor, mas mesmo assim chega a 22 milhões de toneladas na América do Norte e 15 milhões de toneladas na Europa Ocidental. A maior parte dos óxidos de nitrogênio provém da emissão dos motores dos veículos. À medida que o tráfego aumenta em até 20% ao ano na Europa, é provável que o problema se agrave, a menos que se tomem providências imediatas.

O que acontece com a poluição do ar?

Uma parte da poluição rapidamente se precipita ao solo, antes de ser absorvida pela umidade do ar. Deposita-se nas árvores, edifícios e lagos, geralmente na área onde foi produzida. É a chamada precipitação seca. Estes depósitos se formam e mais tarde se combinam com a água da chuva, transformando-se em ácidos.

O resto da poluição pode permanecer no ar por mais de uma semana e é transportada pelo vento a longas distâncias. Durante esse período, as substâncias químicas reagem com o vapor d’água na atmosfera, transformando-se nos ácidos sulfúrico e nítrico diluídos. Esses ácidos também reagem com outras substâncias químicas na atmosfera formando poluentes secundários. Destes, o ozônio é um dos mais perigosos, pois prejudica a vegetação.

A ação do vento

queimadas 2

Por volta de 1661, cientistas da Grã-Bretanha descobriram que a poluição industrial podia afetar a saúde das pessoas e as plantas das redondezas. Com o crescimento industrial nos séculos XVIII e XIX, aumentaram os danos para a saúde das pessoas e para o meio ambiente. Entretanto, ninguém pensava que a poluição pudesse ser transportada para muito longe. Então, em 1881, um cientista norueguês descobriu um fenômeno que ele chamou de precipitação suja, o qual ocorria na costa oeste da Noruega, onde não havia indústria poluidora. Ele suspeitou que viesse da Grã-Bretanha. Hoje os cientistas provam, sem sombra de dúvida, que a poluição é conduzida pelo ar a grandes distâncias. Se alguma prova adicional fosse necessária, seria fornecida pelo acidente na usina nuclear de Chernobyl, que produziu chuvas radioativas em áreas da Europa Ocidental e Oriental. Os efeitos dessa chuva radioativa sobre o ambiente podem perdurar por dezenas de anos.

Os países escandinavos reconheceram que a chuva ácida era uma das causas principais da acidificação de seus lagos. Aceitando essa evidência, a maioria dos países concorda em reduzir suas emissões. Alguns, entretanto, mostram muita má vontade e afirmam que são evidências mais contundentes para provar que o dióxido de enxofre causa de fato um grande malefício ao meio ambiente.

A que distância a poluição pode alcançar?

Se você olhar para a fumaça que sai de uma chaminé, verá que em poucos dias do ano ela sobe verticalmente. Na maior parte das vezes ela se inclina, porque o ar ao redor da chaminé está em movimento. Mesmo quando parece haver apenas uma brisa próxima ao solo, nas camadas mais altas o vento pode ser bem mais forte.

A poluição que sai das chaminés é levada pelo vento. Uma parte dela pode permanecer no ar durante uma semana ou mais, antes de se depositar no solo. Nesse período ela pode ter viajado muitos quilômetros. Mesmo um vento fraco de 16 km/h poderia transportá-la para além de 1600 km em cinco dias. Quanto mais a poluição permanece na atmosfera, mais a sua composição química se altera, transformando-se num complicado coquetel de poluentes que prejudica o meio ambiente.

Nas mais importantes áreas industriais do Hemisfério Norte, o vento predominante (aquele que sopra com mais freqüência) vem do oeste. Isso significa que as áreas situadas no caminho do vento, que sopra destas regiões industriais, recebem uma grande dose de poluição. Cerca de 3 milhões de toneladas de poluentes ácidos são levados a cada ano dos Estados Unidos para o Canadá. De todo o dióxido de enxofre precipitado no leste canadense, metade dele provém das regiões industriais situadas no nordeste dos EUA.

Fonte: http://www.cefetsp.br/edu/eso/poluicaoar261.html

HULHA E MADEIRA

 
A hulha é um carvão mineral. O carvão mineral é formado por troncos, raízes, galhos e folhas de árvores gigantes que cresceram há 250 milhões de anos em pântanos rasos. Essas partes vegetais, após morrerem, depositaram-se no fundo lodoso e ficaram encobertas. O tempo e a pressão da terra que foi se acumulando sobre o material transformaram-no em uma massa negra homogênea - as jazidas de carvão-, um enriquecimento no teor de carbono. Dependendo do teor de carbono, resultado do tempo de linhito, hulha e antracito. É denominado de hulha quando quando o tor de carbono está em torno de 80%.
 
 
A madeira é um material produzido a partir do tecido formado pelas plantas lenhosas com funções de sustentação mecânica. Sendo um material naturalmente resistente e relativamente leve, é frequentemente utilizado para fins estruturais e de sustentação de construções. É um material orgânico, sólido, de composição complexa, onde predominam as fibras de celulose e hemicelulose unidas por lenhina. Caracteriza-se por absorver facilmente água (higroscopia) e por apresentar propriedades físicas diferentes consoante a orientação espacial (ortotropia). As plantas que produzem madeira (árvores) são perenes e lenhosas, caracterizadas pela presença de caulestroncos, que crescem em diâmetro ano após ano. Pela sua disponibilidade e características, a madeira foi um dos primeiros materiais a ser utilizado pela humanidade, mantendo, apesar do aparecimento dos materiais sintéticos, uma imensidade de usos directos e servindo de matéria-prima para múltiplos outros produtos. É também uma importante fonte de energia, sendo utilizada como lenha para cozinhar e outros usos domésticos numa parte importante do mundo. 


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Madeira

SLIDE - AULA 15
http://www.slideshare.net/kaires/hulha-e-madeira
sábado, 19 de março de 2011

PETRÓLEO e GASOLINA

O petróleo é uma substância oleosa, inflamável, menos densa que a água, com cheiro característico e de cor variando entre o negro e o castanho escuro.  Embora objeto de muitas discussões no passado, hoje tem-se como certa a sua origem orgânica, sendo uma combinação de moléculas de carbono e hidrogênio. Admite-se que esta origem esteja ligada à decomposição dos seres que compõem o plâncton - organismos em suspensão nas águas doces ou salgadas tais como protozoários, celenterados e outros - causada pela pouca oxigenação e pela ação de bactérias.
Fonte: http://www.cepetro.unicamp.br/petroleo/index_petroleo.html


Gasolina Comum

IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS - Líquidos e vapores altamente inflamáveis. Causa irritação moderada à pele. Suspeito de causar defeitos genéticos. Pode causar câncer. Causa dano aos órgãos respiratórios. Pode causar sonolência e vertigem (efeitos narcóticos). Causa dano aos órgãos do sistema nervoso central e ao fígado através da exposição repetida ou prolongada. Pode ser mortal em caso de ingestão e por penetração nas vias respiratórias. Perigoso para a vida aquática. Este produto contém gás sulfídrico, extremamente tóxico e inflamável.

                                                                                                                      Fonte: http://www.br-petrobras.com.br/wps/wcm/connect/85ff52004c4aa79e80a3c20869efed74/fispq-auto-gasolina-comum.pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=85ff52004c4aa79e80a3c20869efed74

SLIDES - Aulas 13 e 14
sexta-feira, 18 de março de 2011

Haletos Orgânicos

 Lavoura utilizando pesticida

Os Haletos orgânicos ou derivados halogenados são compostos originados pela substituição de um ou mais hidrogênios de um hidrocarboneto. São identificados pela fórmula genérica R - X, onde R representa um substituinte orgânico e X um halogênio (F, Cl, Br ou I). Os haletos orgânicos são largamente usados na síntese de diversos compostos orgânicos, dentre eles os compostos de Grignard, intermediários na obtenção de álcoois, aldeídos e ácidos. Muitos haletos orgânicos são também utilizados como solvente para ceras, vernizes e borrachas, como é o caso do tetracloreto de carbono, CCl4, e do clorofórmio, CHCl3.

SLIDES - AULA 12
http://www.slideshare.net/kaires/haletos-orgnicos

Matéria e suas propriedades

Perfumes Emporium Galbanum

Perfumes Emporium Galbanum

Total de visualizações